As 10 empresas mais admiradas do mundo, segundo a Fortune .

As 10 empresas mais admiradas do mundo, segundo a Fortune .

fortuneA capacidade de adaptar-se a um cenário mais competitivo, pautado pela Internet e pela velocidade de inovação, é hoje essencial para que uma empresa seja admirada A pesquisa anual feita pela Revista Fortune, responde a questão.

Desde 1997 a publicação americana consulta aproximadamente 3.800 respondentes, para que selecionem as 10 empresas que mais admiram. A pesquisa é feita em parceria com o Hay Group.

Veja, a seguir, quais são elas :

1º Apple

Pelo sétimo ano consecutivo a Apple lidera a lista das mais admiradas do mundo, tanto por ser a dona da marca mais valiosa do planeta, de acordo com a Interbrand, como por seu faturamento recorde – apenas no primeiro trimestre fiscal, a companhia teve lucro de 13,1 bilhões de dólares.

As inovações da companhia, e o desejo de consumo que elas geram, também pesaram na decisão. O iPhone e iPad da Apple tem lugar cativo no coração de muita gente, disposta a sustentar a política de preços da empresa e o prestígio dos produtos. 

2º Amazon

O gigante do varejo online Amazon.com subiu do terceiro pra o segundo lugar do ranking, graças à oferta de produtos de conveniência – e, principalmente, a entrega deles– para milhões de consumidores do mundo todo. A habilidade de logística e inovação da companhia é o que mais faz com que o mercado a admire.

Em dezembro, a Amazon anunciou que está testando a realização de entregas de encomendas via drones, veículos aéreos não tripulados. A expectativa é que seja possível levar o pacote para a casa do consumidor em apenas 30 minutos. 

3º Google

Apesar de ter deixado a segunda posição para a Amazon, o Google continua pensando em maneiras de deixar a vida das pessoas mais fácil – e, claro, de vender cada vez mais anúncios por meio de seus serviços. Em 2013, a empresa aumentou sua receita em 23% e comprou, entre outras coisas, um punhado de empresas de robótica, como a Nest

4º Berkshire Hathaway

Com Warren Buffett, o bilionário investidor e “Oráculo de Omaha” à sua frente, a Berkshire Hathaway é considerada uma das mais seguras apostas do mercado. A empresa de investimento, que tem participações em dezenas de empresas americanas icônicas, como a Heinz, comprada em parceria com a 3G Capital, viu seu lucro subir 26% no ano passado. 

5º Starbucks

Desde que abriu sua primeira loja de café em Seattle, a americana Starbucks passou a conquistar consumidores e territórios até se tornar a empresa onipresente de hoje. Graças em parte a essas fortes vendas globais e ao sucesso de bebidas sazonais, a Starbucks teve outro ano recorde de vendas em 2013 – apenas no primeiro trimestre fiscal americano a empresa registrou lucro de 540,7 milhões de dólares. 

6º Coca-Cola

Por mais que os americanos estejam travando uma guerra total contra a obesidade e, por sua vez, com bebidas açucaradas, a Coca-Cola está longe de perder sua importância, pela força da marca e pela expansão de negócios fora dos Estados Unidos. Tanto que a maior empresa de bebidas do mundo planeja investir mais de 4 bilhões de dólares na China entre 2015 e 2017 e ainda pretende adoçar seu negócio com bebidas mais saudáveis e consumidos na região, como sucos e leite de amêndoa.

7º Walt Disney

Depois de anos de produção de filmes decepcionantes, o Walt Disney Animation Studios acertou com Frozen. A animação musical, que estreou em novembro no exterior e no início de janeiro no Brasil, é um fenômeno de bilheteria mundial e já faturou 1 bilhão de dólares em bilheterias do mundo todo – o bastante para ser apontado como o musical que ultrapassará O Rei Leão em vendas. 

8º FedEx

Em uma era digital, cada vez mais pautada por compras pela web, não é nada fácil ser uma empresa de entrega de pacotes, não é mesmo? Não para a americana FedEx, que parece responder bem ao desafio.

Fundada em 1971, e até hoje com o mesmo presidente, a empresa teve um lucro de 500 milhões de dólares no ano passado, 14% superior ao ano anterior. Isso porque, enquanto empresas como a Amazon aumentam suas vendas, cresce também o desafio terrestre de fazer tais entregas e a FedEx está inovando o suficiente para se manter na liderança do setor

9º Southwest Airlines

Nos tempos de hoje, quando as companhias aéreas oferecem cada vez menos serviço para focar suas operações em preços, a Southwest segue com preços populares sem deixar de dar aos clientes “mimos” que parecem ter caído do céu, como uma política flexível para bagagens. A companhia tem experimentado 40 anos consecutivos de lucratividade e planeja agora aumentar os destinos que opera, com a inclusão de Aruba, Bahamas e Jamaica em seus roteiros. 

10º General Electric

Como o maior produtor mundial de motores para jato comerciais, bem como o criador da coleta de lixo, a capacidade da GE de criar é muito alta – e só aumenta. As receitas provenientes do segmento industrial da empresa subiram 12% no ano passado com o faturamento da área de aviação tendo crescido 16%. Executivos da GE também estão vendo um tremendo aumento nas encomendas de turbinas de energia eólica e térmicas. No total, pedidos de equipamentos bilionários subiram 81% no 4º trimestre.

Neste ano, a companhia já anunciou que gastará 10 bilhões de dólares em pesquisas de energia até 2020.

Por Tatiana Vaz

Jose Carlos

Administrador, gestor de pessoas e de processos comerciais. Especialista em negociação avançada e compostos estratégicos de Marketing. MBA em desenvolvimento humano de gestores.

Você deve estar logado para postar um comentário